O que aprendi com meu pai (que não é rico nem pobre)

Irei começar a compartilhar com vocês resenhas dos livros que venho lendo sobre economia, investimentos, administração pessoal, etc.

Neste primeiro post irei falar sobre o livro Pai Rico e Pai Pobre, porém, desta vez, não irei fazer uma resenha pois todo mundo já está calejado de saber sobre o livro, Irei fazer uma auto-análise de minha vida em paradoxo com o livro.

Nunca tive um pai rico para me ensinar o segredo de ganhar dinheiro, nem tive um pai instruído, visto que meu pai nem chegou a terminar o colegial. Meu pai sempre trabalhou muito e com o dinheiro que ganhava guardava uma parte e sustentava nossa casa com o restante. Com esse dinheiro “guardado”, ele começou a investir em imóveis de aluguel. Hoje ele não possuí muitos imóveis, mas a renda ganha com eles completa muito bem sua aposentadoria e lhe trás um certo conforto.

Fato é que não tive uma vida de confortos, e sempre ouvia de meu pai “Estude para não precisar trabalhar tanto quanto eu”, ou “Guarde seu dinheiro e invista em imóveis que você nunca irá perder dinheiro”.
Estudei, e estudo muito até hoje, porém isso não me poupou de trabalhar muito.
Sempre guardei dinheiro minha vida toda, mas nunca soube investi-lo, pois pra mim investimento era unicamente comprar imóveis e usufruir dos aluguei. Com a disparada dos preços dos imóveis o máximo que consegui foi um apartamento financiado a perder de vista.
Será que errei na fórmula de meu pai?

Acredito que não, o problema é que o Brasil mudou.
Na época de meu pai quem tinha faculdade eram advogados, médicos, pessoas da alta sociedade. Hoje qualquer mané pode fazer um curso numa uni-esquina da vida.
Na época de meu pai os imóveis eram relativamente baratos, o crédito era escasso e qualquer um que conseguisse juntar um dinheiro conseguia negociar preços e até comprar casas por uma pechincha. Hoje, com o aumento do crédito isso ficou bem mais fácil de modo que é quase impensável comprar um imóvel sem financia-lo.

Agora, estou em meus estudos sobre investimentos, finanças e economia, para aprender a multiplicar meu dinheiro nos dias atuais.

É isso pessoal, alguma história parecida? alguma dica?

Abraços!!!

PS: Com o livro do “Pai Rico Pai Pobre”, já são 6 livros este ano. Não sei se farei a resenha deles, mas se quiserem a resenha de algum específico, só comentarem.
São eles:

  • Adeus aposentadoria – Gustavo Cerbassi
  • Investimentos Inteligentes – Gustavo Cerbassi
  • Guia Completo do Tesouro direto – Clube dos poupadores
  • Manual de Persuasão do FBI – Jack Schafer
  • Manual do Pequeno Investidor em Ações – Fábio Almeida

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “O que aprendi com meu pai (que não é rico nem pobre)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s